Tá na hora dos clubes romperem com a Globo


Para quem não tá sabendo, estamos passando por um momento muito importante no que se refere ao esporte no Brasil. Não são as Olímpiadas de 2016 nem a Copa de 2014. Isso tem pouco a ver com o esporte brasileiro de verdade, é mais para gringo ver.

O que tá ocorrendo é que os clubes de futebol estão em processo de definição de quem vai transmitir a Série A nos próximos três anos (2012-2014). Já faz muito tempo que as negociações são feitas pelo Clube dos 13, espécie de “sindicato” dos grandes clubes do Brasil. Nos últimos anos, esta escolha tem sido feita de forma a sempre a Globo ganhar os direitos de transmissão, não dando margem para que outras emissoras ganhem a concorrência.

Porém, neste ano, o CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica, órgão do governo responsável por evitar a existência de monopólios) resolver intervir por considerar que o processo prejudicava a livre concorrência entre as redes de televisão. Quando a parada começou a ficar séria (no sentido de honesta mesmo) alguns clubes decidiram romper com o Clube dos 13 (Flamengo, Corinthians, Fluminense, Vasco, Botafogo e outros) alegando que a licitação criada pelo Clube dos 13 não tava certa e deram algumas justificativas completamente sem sentido.

  • A Globo dá IBOPE para o futebol: para mim isso só pode ser piada. Se o futebol passar na RedeTV todo mundo que assiste hoje vai assistir lá também.
  • As outras emissoras não tem experiência em transmitir futebol: isso é verdade, mas elas nunca terão experiência se nunca ganharem os direitos de transmissão. É o velho dilema do ovo e da galinha.
  • A Globo dá visibilidade para os patrocinadores: essa só pode ser piada, pois a Globo vive escondendo os nomes dos patrocinadores. Como exemplo, basta ver os times de basquete bancados por universidades que nunca tem seus nomes citados nas transmissões, mesmo quando os times tem seu nome. Eles chegam ao cúmulo de inventar nomes que não existem para os times para não dizer nome de patrocinador.
  • Iremos ganhar mais negociando separadamente: essa não faz sentido algum. A Globo quer negociar separado para pagar menos e os clubes querem negociar separado para ganhar mais. O pior é que PVC já demonstrou aqui em seu blog que o Botafogo, por exemplo, vai ganhar menos negociando separado do que ia ganhar com o valor mínimo da licitação do Clube dos 13. Hoje o Corinthians fechou com a Globo e não quis dizer os valores, ato esse ironizado pela Record que havia oferecido 100 milhões.

A verdade é que a CBF até distribuiu títulos para trazer os clubes para seu lado, vide os Brasileirões inventados e o reconhecimento do Hexa do meu Mengão. É uma pena o que os clubes estão fazendo, inclusive o Flamengo, pois estão perdendo uma ótima oportunidade de crescerem e orgenizarem o futebol de vez.

Algumas questões ficam no ar:

  • Por que esses dirigentes estão preferindo ficar com a Globo de verdade?
  • Quanto os clubes vão realmente ganhar? Será que um dia saberemos?
  • Por que a Globo detém a simpatia de tantos cartolas, dos mais variados esportes, mesmo fazendo tamanho desserviço aos mesmos?

P.S.: para quem não tá sabendo ainda: a Globo e a Record não participaram da licitação do Clube dos 13 e a RedeTV acabou ganhando, mas provavelmente não vai levar. Existem um monte de coisas envolvidas nessa história, mas não daria para escrever tudo, por isso, destaquei o que achei mais importante mesmo.

Anúncios

Tags:, , ,

About Rafael Leite

Sou um cara que gosta muito de tecnologia, esportes, política e de ler um bom livro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: